O marroquino Soufiane El Bakkali e a portuguesa Carla Salomé Rocha venceram hoje as principais provas do 41.º Cross Internacional das Amendoeiras em Flor em atletismo, disputado na pista das Açoteias, em Albufeira.

No setor masculino (9.350 metros), o atleta de Marrocos, de 22 anos, especialista nos 3.000 metros obstáculos, que está a estagiar no Algarve pela primeira vez, confirmou os créditos de principal favorito.

Soufiane El Bakkali teve a oposição do sportinguista Rui Pedro Silva, segundo classificado, que respondeu a um ataque do adversário na terceira de cinco voltas e ainda chegou a sonhar com a vitória, mas não esteve à altura do ‘sprint’ final do vencedor.

« Estou com uma dor na perna, vamos avaliar o que pode ser. Foi uma corrida muito boa, frente a um bom adversário, o corredor português. Ataquei a meio da prova, mas senti uma dor na perna e diminuí o ritmo. Depois ataquei nos últimos 400 metros para vencer », disse o atleta marroquino.

El Bakkali, quarto classificado nos Jogos Olímpicos de 2016 e segundo classificado nos Mundiais de 2017 nos 3.000 metros obstáculos, está a estagiar no Algarve para preparar a participação nas provas de verão da Liga Diamante, o principal circuito de pista do atletismo internacional.

Rui Pedro Silva considerou que « era quase impossível fazer mais », face à qualidade do seu adversário, e manifestou-se satisfeito pela sua prestação.

« Ainda tentei recuperar, mas sabia que ia ser muito complicado, pois ele é mais rápido do que eu. Dei tudo e estou muito contente com a minha prestação », afirmou o segundo classificado, enquanto o terceiro foi o maratonista olímpico romeno Nicolae Soare, do GD Pic-Nic.

Na prova feminina, Carla Salomé Rocha dominou de início até cortar a meta, ao cabo de 6.150 metros, depois de atacar praticamente nos metros iniciais sem contar com resposta das adversárias.

« Não foi fácil, porque estas adversárias têm valor. Dou sempre o máximo, impus o meu ritmo e tentei mantê-lo até ao fim para ganhar a prova. Apercebi-me que fiquei sozinha e o incentivo do público ainda me deu mais força », disse a atleta ‘leonina’.

Depois de, em 2016, ter vencido o Cross das Amendoeiras ao serviço do Benfica, a corredora disse que não existem diferenças. « Para nós, ganhar é sempre ótimo. E ganhar um crosse internacional é fantástico. Começo a achar que esta é a minha pista talismã », comentou.

A holandesa Andrea Deelstra foi segunda classificada, enquanto o pódio foi fechado por Mónica Silva, que corre como individual.

Classificações
Masculinos (9.350 metros):
1. Soufiane El Bakkali (Marrocos), 28.14 minutos.
2. Rui Pedro Silva (Sporting), 28.22.
3. Nicolae Soare (GD Pic-Nic), 29.03
4. Tiago Costa (Sporting), 29.09.
5. Paulo Pinheiro (Sporting), 29.19.

Femininos (6.150 metros):
1. Carla Salomé Rocha (Sporting), 20.44 minutos.
2. Andrea Deelstra (Holanda), 21.19.
3. Mónica Silva (individual), 21.19.
4. Maria Slawik (Polónia), 21.32.
5. Ana Dias (CD Areias de São João), 21.55.